PSD VISITA FREGUESIA DO SALÃO

quarta-feira, 31 de outubro de 2007

Dando continuidade ao seu plano de acção “Mais perto dos Faialenses”, o PSD visitou na passada semana a freguesia do Salão. Reuniu com a respectiva Junta de Freguesia e com as Direcções do Grupo Folclórico, da Casa do Povo e do Grupo Desportivo daquela freguesia nortenha.
Nesta visita, segundo nota informativa enviada à nossa redacção, o PSD mais uma vez se deparou com “problemas comuns a outras freguesias, tais como: as dificuldades na manutenção de caminhos agrícolas, o corte de 30% nas verbas transferidas pela Câmara Municipal para as Juntas de Freguesia ao abrigo da delegação de competências no início deste mandato, a falta de incentivos à fixação de jovens e de famílias nas freguesias mais distantes da cidade, o sistema ineficaz e extremamente oneroso colocado actualmente ao dispor das Juntas pela Câmara para a realização de asfaltagens e a necessidade de recuperação de património que se degrada de ano para ano, sem que se consigam verbas para acudir à sua preservação. Estão neste caso, no Salão, alguns moinhos, cujo avançado estado de deterioração é preocupante.”

Um dos aspectos que os sociais-democratas consideram de mais preocupante prende-se com o estado do Porto do Salão: “o porto do Salão continua esquecido e adiado, quando a primeira razão para a intervenção é garantir a segurança de quem o utiliza, quer para a actividade piscatória, quer como zona balnear, complementar a uma zona de campismo que tem sofrido significativos melhoramentos e que é já um ex-libris da freguesia. O PSD defende que a segurança das pessoas deve ser prioritária e é por isso que denuncia este já longo e inaceitável esquecimento de que é vítima o porto do Salão.”
Registo para um projecto do Grupo Folclórico do Salão, aliás já assumido por toda a comunidade saloense, que é a aquisição de um imóvel tradicional com vista à sua recuperação e transformação em sede do grupo, associado à constituição de um museu, escola de formação de folclore e de artesanato, com exposição e comércio deste, e proporcionando ainda à freguesia outras valências como, entre outras, um centro de convívio para os idosos.
Quanto ao Grupo Desportivo do Salão, “constatamos que vive um problema grave e comum a muitas outras colectividades – a falta de dirigentes, que tem condicionado a sua actividade”.
O Grupo Desportivo do Salão actualmente dedica-se, com êxito, aos escalões de formação. Mesmo assim, na sua acção depara-se com outro problema, comum a todo o lado norte da Ilha, que é a falta de condições adequadas para a prática do futebol, em particular e do desporto, em geral. “De há muito que o PSD defende que desenvolver o Concelho equilibradamente é também dotá-lo de infra-estruturas desportivas geograficamente distribuídas. E isso manifestamente não tem acontecido. O lado norte do Faial está totalmente desprovido das condições mínimas para a prática regular de desporto, facto que importa alterar.”

3 comentários:

Periquito disse...

Olá Amiga.
Este blogue está melhorando.
Principalmente para quem está fora da ilha tem aqui muita informação para "beber" e "matar" saudades.
Tenho passado o endereço a amigos e familiares emigrados, de forma a estarem em actualidade com a nossa ilha.
Muito bem amiga.
Continua
Bjinhos

Anônimo disse...

Olá e parabéns pela ideia.
Força, que ler ler estas linhas «faz bem» a quem aí não vive..
É uma pena o Faial estar tão pobremente representado na Net!
Gente «cansada»?
Felizmente ainda existe alguém que rema contra a «maré».
amg

tarrasso disse...

o empobrecimento demografico (e n so) creio q e comum a toda a ilha ... apesar de no contexto acoreano ainda n estarmos mto mal (hospital, secundaria, assembleia e 2 secretarias, polo universitario ...) fruto da centralidade de capital do ex-distrito que se prolongou na tripolaridade apos a autonomia a qual agora vem sendo posta em causa pelas visoes multipolares e ou bi-focadas do desenvolvimento regional ...
os moinhos estao em degradacao por quase toda a ilha, salvo as raras excepcoes q se conhecem ...