Junta de Freguesia do Capelo não se manifesta

sexta-feira, 16 de maio de 2008

Na edição da passada semana levamos a lume uma notícia intitulada Empresários do Capelo insatisfeitos com Junta.
Perante as declarações do empresário, Tribuna das Ilhas conversou informalmente com o presidente da Junta de Freguesia, Luís Paulo Garcia, que optou por “não dar resposta, e estamos com a consciência tranquila, porque todo o trabalho desenvolvido desde a nossa tomada de posse tem sido direccionado de forma a captar mais desenvolvimento no Capelo.”
Entretanto, Adriano Comba contactou a nossa redacção, para rectificar a sua declaração relativa à Feira do Mel, dizendo que “fui contactado para participar na Feira, mas não achei por bem fechar o meu restaurante para ir lá para diante. No entanto, aquando a entrega da casa de aprestos aos pescadores, não fui contactado e o almoço foi serviço no Polivalente e servido pelo Victor dos Leitões”.

30 comentários:

Anônimo disse...

Ora bem! Aí está... agora o senhorzinho já foi contactado? Mas ainda não foi o suficiente, o melhor era fechar a matraca antes que se espalhe mais...
Quero aqui dar os meus parabéns à Junta de Freguesia do Capelo, pelo empenho e dedicação que ao longo do seu mandato tem demonstrado ter, não só pelos capelenses, mas também pelos faialenses. E faz muito bem Sr.PRESIDENTE não dar resposta ao senhorzinho, que até é um coitadinho, pois vozes de burro não chegam aos céus...
Ao menos com o Sr. Victor dos "Leitões" pode-se contar, e ninguém sai com fome, e não se come comida feita já há uma semana ressequida e requentada.
O Sr. Presidente demonstra que é uma pessoa de muito bom senso, um bem haja Sr. Luís Paulo Garcia, gostava de o ter na minha freguesia.

Anônimo disse...

Ah! Afinal a história era outra...
A mentira tem pernas curtas...o sr. Comba até podia fechar o restaurante, mas era de vez... não faz falta nenhuma...
Bem me parecia que esta história estava muito mal contada...
Oh menina, empresários? Então?
Faz muito bem Sr. Luís Paulo, "não dar resposta e estar com a consciencia tranquila, mostrar trabalho feito, assim é que é...Parabéns.

Anônimo disse...

Realmente!!! Esse Senhor Comba não sossega, em vez de andar a ver quem está nos outros restaurantes ao fim de semana, antes fosse trabalhar... penso que é isso que lhe falta. Qualquer dia para dar um traque no Capelo, ou não se dá, ou então temos de pedir autorização ao Sr. Comba... Sr. Presidente de Junta peço-lhe encarecidamente que não deixe que isso aconteça, pois adoro a vossa freguesia, vou muitas vezes visitar o Capelo, mas também dou traques...

capitao_soneca disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
capitao_soneca disse...

Pois é levaram a "lume" os empresários? gralha! mas a água nem levantou fervura, pois Sr. Comba não representa ninguém pode ser que faça as malas e vá de vez para a sua terra natal, vê se logo que é um mamão do continente! Tribuna das Ilhas o próximo "24 horas", liberdade de expressão é um dado adquirido mas dizer asneira e mentira e fomentar intrigas passa a ser o vosso lema.
Viva ao Capelo e aos Capelenses que esse senhor tenha muita clientela nos próximos tempos, recusou por tanta vez servir! Faial é um meio pequeno só fez mal a si próprio, bem se pode dizer é parecido com o macaco Adriano, come muita banana e esquece depressa que também já pertenceu à Junta anterior. Mas afinal é dos nossos ou é um dos outros!!! Feche a porta pois fechar cozinha cedo é uma obra de arte se a sua vida é essa tem de ter sempre a porta aberta.

capitao_soneca disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
capitao_soneca disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Pois essa de comer bananas, é muito boa... macaco não sei!!! pois os macacos até são espertos...
inteligência é que não há nenhuma!!!
Ele deve é comer muito queijo, pois horas vagas, não lhe faltam, uma vez que manda os clientes embora...
Mamão, há isso é de certeza!!!
Outra coisa boa é que graças a Deus que não é do Capelo, pois os Capelenses são trabalhadores e honestos.
À Junta ele já pertenceu, mas os outros trabalhavam por ele...
Parabéns à Junta do Capelo, pois está a fazer um óptimo trabalho.

Anônimo disse...

Senhor soneca, não devia ter dito este comentário: “família não querem trabalhar coitadinhos ficam muito exaustos custa muito servir tanta gente”, porque a família não tem nada a ver com esta guerra entre o Adriano Comba e a Junta do Capelo.

capitao_soneca disse...

Senhor Anónimo, guerra:

-conflito armado entre nações ou -partidos;
-hostilidades;
-luta;
-arte militar;
-campanha;
-oposição;
-perseguição sanguinária.
Eu não lhe chamaria guerra mas sendo assim o senhor Comba não teve hipótese nesta guerra, perdeu logo quando mentiu à senhora jornalista! As minhas desculpas à família, pois não têm nada a haver com os actos do referido empresário, nem da sua falta de visão.

Anônimo disse...

Qual guerra? Seria guerra se realmente a Junta de Freguesia lhe desse resposta, que se calhar era isso que esse gajo queria, mas como são gente de bem, ignoram-no o que é muito bem feito.
Então já não é um restaurante familiar, a família também já está contra ele? Tadinho...
Cá se faz, cá se paga...
Se ele foi dar a voltinha do fim de semana pelos outros restaurantes, deve ter ficado fulo...pois o Frank estava à cunha...

Anônimo disse...

A familia não está contra ele, mas não tem nada a ver com s vossas criticas.

Adriano Comba disse...

ADRIANO:Vou de quando em vez ao “Tribuna” por causa do anúncio que mantenho semanalmente e, em conversa perguntei para quando uma reportagem sobre o Capelo. Foi-me respondido que em breve fariam uma página sobre a Freguesia, como aliás estão a fazer com todas. Fiquei surpreendido quando uma pessoa da Freguesia me disse que eu andava a atirar farpas à Junta num artigo que saíra no “Tribuna”. Artigo que eu ainda não tinha visto. Fiquei surpreendido porque não tinha sido informado que iria sair, nem do conteúdo que foi retirado de um desabafo que tive com a jornalista e que não correspondia inteiramente à verdade. Daí a rectificação no número seguinte.
No entanto não estava à espera de algumas farpas que me são drirgidas na Net, todas anónimas, e gostaria de responder a algumas:
- Em 1993 investi 25 mil contos na construção do Restaurante e não tive nada a fundo perdido. Foi-me concedido pelo Governo Regional ao abrigo do DLR n.º 25/87/7 um valor de 8.400 contos, com três anos de quebra e a devolução total em 7 prestações anuais, as quais já estão satisfeitas;
- Fiz dois SIRALAS, um para aumento da Cozinha e outro para o Snack-Bar anexo. No total fui comparticipado, isso sim a fundo perdido, em cerca de 20.000 €, para um investimento de cerce de 60.000 €, e só ao cabo de dois anos é que recebi esse subsídio. Uma parte dele foi para juros. Há um ano gastei cerca de 8.000 € em cadeiral e não recorri a subsídios. Se dei alguns passeios foi à minha conta.
- Lamento que em 20 anos ligado à Junta e Assambleia de Freguesia nunca tenha trabalhado, e que ninguém tenha visto isso e sempre me fossem convidando a entrar nas listas.
- De Novembro a Maio a cozinha encerra às 21 horas e de Maio a Novembro às 21.30 horas. Quando chega a hora, se não temos clientes, desactivamos a cozinha. Os senhores que na “Feira do Mel” nos contactaram, foi passando das nove, eram cinco pessoas e prontificamo-nos a arranjar alguma coisa, mas disseram-nos que vinham mais nove e não sabiam a que horas vinham. Por acaso não existem telefones? Não podiam ter-nos contactado mais cedo?
- A minha mãe, esposa e filhos são capelenses. Eu fui gerado em Santa Maria e nasci 15 dias depois dos meus pais chegarem ao Continente. Vim para o Faial com um ano e saí aos nove e já estou cá há trinta e cinco. “Mamão do Continente” é um termo muito pesado.
- Adoro a minha família e outro pessoal e não devem estar metidos nestas quesílias. Gostei do pedido de desculpas à família e da retirada do artigo ofensivo à mesma.
- Não concordo com as farpas atiradas ao Restaurante. Nele trabalham pessoas honestas. Higiene e limpeza é um dos nossos lemas. A maneira de saber se o nosso serviço e acolhimento é bom, é ver.

Adriano Comba

Adriano Comba disse...

ADRIANO:Vou de quando em vez ao “Tribuna” por causa do anúncio que mantenho semanalmente e, em conversa perguntei para quando uma reportagem sobre o Capelo. Foi-me respondido que em breve fariam uma página sobre a Freguesia, como aliás estão a fazer com todas. Fiquei surpreendido quando uma pessoa da Freguesia me disse que eu andava a atirar farpas à Junta num artigo que saíra no “Tribuna”. Artigo que eu ainda não tinha visto. Fiquei surpreendido porque não tinha sido informado que iria sair, nem do conteúdo que foi retirado de um desabafo que tive com a jornalista e que não correspondia inteiramente à verdade. Daí a rectificação no número seguinte.
No entanto não estava à espera de algumas farpas que me são drirgidas na Net, todas anónimas, e gostaria de responder a algumas:
- Em 1993 investi 25 mil contos na construção do Restaurante e não tive nada a fundo perdido. Foi-me concedido pelo Governo Regional ao abrigo do DLR n.º 25/87/7 um valor de 8.400 contos, com três anos de quebra e a devolução total em 7 prestações anuais, as quais já estão satisfeitas;
- Fiz dois SIRALAS, um para aumento da Cozinha e outro para o Snack-Bar anexo. No total fui comparticipado, isso sim a fundo perdido, em cerca de 20.000 €, para um investimento de cerce de 60.000 €, e só ao cabo de dois anos é que recebi esse subsídio. Uma parte dele foi para juros. Há um ano gastei cerca de 8.000 € em cadeiral e não recorri a subsídios. Se dei alguns passeios foi à minha conta.
- Lamento que em 20 anos ligado à Junta e Assambleia de Freguesia nunca tenha trabalhado, e que ninguém tenha visto isso e sempre me fossem convidando a entrar nas listas.
- De Novembro a Maio a cozinha encerra às 21 horas e de Maio a Novembro às 21.30 horas. Quando chega a hora, se não temos clientes, desactivamos a cozinha. Os senhores que na “Feira do Mel” nos contactaram, foi passando das nove, eram cinco pessoas e prontificamo-nos a arranjar alguma coisa, mas disseram-nos que vinham mais nove e não sabiam a que horas vinham. Por acaso não existem telefones? Não podiam ter-nos contactado mais cedo?
- A minha mãe, esposa e filhos são capelenses. Eu fui gerado em Santa Maria e nasci 15 dias depois dos meus pais chegarem ao Continente. Vim para o Faial com um ano e saí aos nove e já estou cá há trinta e cinco. “Mamão do Continente” é um termo muito pesado.
- Adoro a minha família e outro pessoal e não devem estar metidos nestas quesílias. Gostei do pedido de desculpas à família e da retirada do artigo ofensivo à mesma.
- Não concordo com as farpas atiradas ao Restaurante. Nele trabalham pessoas honestas. Higiene e limpeza é um dos nossos lemas. A maneira de saber se o nosso serviço e acolhimento é bom, é ver.

Adriano Comba

Messenger disse...

Se de todas as vezes forem publicados desabafos no Tribuna das Ilhas, o Faial vai afundar!!! :)

Capelense disse...

Bem está aqui um artigo muito à frente!!! Nunca me passou pela cabeça ver tal coisa escrita sobre o Capelo.
Isto é tudo inveja das outras freguesias, e dos outros partidos!!!
Cá para mim, também têm acções no Tribuna.

Anônimo disse...

Ah!Ah!Ah!
Dei uma vista de olhos por outros artigos publicados e em nenhum deles vi tantos comentários.
Parece-me que o Capelo realmente é uma freguesia com muito interesse, a muitos niveis...
Tenho muito respeito pelas pessoas do Capelo, ou mesmo pelas que não são de lá, mas que por lá andam...
Quero dar os parabéns à Junta de Freguesia por todo o empenho que tem demonstrado ter neste mandato, e mesmo nos mandatos anteriores,têm feito um bom trabalho.
Quanto ao Sr. Adriano tem de tomar cuidado com os desabafos, pois esta situação não abona nada a seu favor. Espero que lhe tenha servido de lição e que o Faial não afunde...

Zé da Horta disse...

Bem que raio de artigo é este? Realmente o outro artigo publicado com o seu nome Sr. Adriano, não é nada a seu favor tome cuidado com os desabafos. Isto à cada uma nesta Ilha!

Milhafre disse...

Realmente se está preocupado com as farpas??? estivesse caladinho!!! Pois foi atacado severamente através deste blog mas digo lhe. Que ainda vai ouvir na cidade e noutros locais da Ilha e até mesmo no capelo mais farpas!!!

Anônimo disse...

Enfim pelos vistos u senhor anonimo que dis :"Se ele foi dar a voltinha do fim de semana pelos outros restaurantes, deve ter ficado fulo...pois o Frank estava à cunha..." deveria era estar calado porque sim o restaurante du senhor adriano comba esse sim este à cunha de gente ate á hora de encerramento..
muitos aqui neste blog deveriam estar calados, porque nao sabem o que dissem nem pensam antes de escrever.
Porque se o problema é entre o senhor comba com esta publicaçao nenhum de vós tem o direito de maltratar quem seja com este estupidos comentarios sem cabeça.
porque serà que metede de quem critica noa o faz pessoalmente??!!
ah pois o medo é maior doque a palavra ..bem me parecia..
muitos de vos deveriam mesmo estar calados..
antes de mais se ja sao gente crescida tenham juizo no que dizem por aqui!
gente estupida neste blog nao falta!!!!!!!!!!!

Zero' À ESQUERDA disse...

Senhor Comba escreva um artigo para o Tribuna das Ilhas feito por si a esclarecer este mal entendido, pois só assim vai conseguir realmente se desculpar de todas as acusações aqui feitas à sua pessoa e ao seu restaurante. É o melhor que faz, assim esclarece de uma vez por todas os Leitores deste Blog e todos os Leitores do Tribuna.

Faialense disse...

Aprenda a escrever português:
u = o
du = do
dissem = dizem
Agora é que estão aflitinhos, pois se esteve à cunha, não se notou...
E deveria fazer era um pedido de desculpas público à Junta da sua freguesia ... Estúpidos? São vocês, pois nem do vosso negócio sabem cuidar... E ontem como descobriram este blog e estiveram de folga foi um tal postar neste blog onde só vêm pessoas que gostam da sua terra e gostam de se manter informados. E agora o Sr. Comba a culpa é toda da jornalista, que percebeu mal o seu desabafo, e até não era para publicar? Ah e Graças a Deus escreve-se assim...

Anônimo disse...

Tenham vergonha e parem com estes comentarios estupidos!!
Nao teem mais que fazer doque andar dizendo mal aqui!
Digam na cara..Ou estam com vergonha de chegar em frente das pessoas e dizer o que aqui escrevem?!ah pois ja me esquecia que a vergonha e o medo de assumir as vossas palavras estupidas que saem da boca pra fora, só o conseguem fazer por aqui, porque se um nao disse mal os outros tambem nao o fariam!
Haja vergonha na cara entre muitos de vocês!

Zero' À ESQUERDA disse...

Senhor soneca, essa do Mamão é mesmo muito boa. Grande gargalhada.

Anônimo disse...

Gargalhadas e mais gargalhadas, agora puseram a familia toda a postar no blog...mas será que sabem para que serve este blog?
Nem escrever sabem ... erros de ortografia... nem sabem falar...
Antes fossem trabalhar...seus malandros...
Pois é soneca essa do "mamão" está demais...
Só que o nível dessa gentinha está a descer em flecha...e aquela das farpas está porreira...
Estúpidos... não têm outra?... enfim
vão mas é trabalhar que trabalho é o que vos falta ...

faialense disse...

Marizé! Você tem um blog muito à frente só é pena que esteja a ser usado pela familia Comba indevidamente, pois fazem as suas pela calada e depois gostam de pôr as culpas nos outros, sei que é uma ótptima jornalista... mas neste momento isto já ultrapassou os limites do razoável...
Estou longe do Faial, venho muitas vezes ao seu blog, para me mater informado... é sempre com agrado que leio os seus artigos. Está de parabéns. É pena é que existam no Faial alguns Combas...

Periquito disse...

Todas as guerras são perdidas.
Os vencedores não passam de vencidos com direito a medalhas

Anônimo disse...

Com os melhores cumprimentos para o Sr. Comba e Exma. familia:
"Uma garrafa de vinho meio vazia também está meio cheia; mas uma meia mentira não será nunca uma meia verdade".
Espero sinceramente que percebam...

Anônimo disse...

Não se cansem com frases, pois a burrice é tanta que eles nem vão perceber...

Anônimo disse...

Ahahahahah
Isto está lindo. E o mais engraçado é que o(a) senhor(a) que criticou os comentários anónimos também se manteve anónimo. Critica os outros e faz igual ou bem pior.
Este senhor enquanto esteve na junta de freguesia também nada fez pelos empresários do capelo e agora vem criticar porque já está de fora.
É muito feio falar dos outros quando se tem erros iguais ou piores…
Eu cá não ponho mesmo o meu nome porque não estou para cair na língua desta família. Antes cair num ninho de cobras..
E já agora um conselho ao(à) senhor(a) que criticou os comentários anónimos: Umas lições de Português não lhe faziam mal nenhum… é que nem um menino da primeira classe faz tantos erros…