"Os Faialenses podem contar comigo" - Carlos César no jantar comicio do PS no Faial

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

videoOs socialistas estiveram em peso no Polivalente da freguesia dos Flamengos, na ilha do Faial, para receber, ouvir e aplaudir Carlos César, candidato rosa à presidência do Governo Regional dos Açores. Fernando Menezes é o cabeça de lista pelo Faial, e no seu discurso prometeu mais e melhor. “Podem contar comigo!”, disse Carlos César a mais de quatrocentas pessoas que acorreram ao jantar-comício realizado nos Flamengos, ilha do Faial, recordando que sempre esteve ao lado dos habitantes da ilha, mesmo nos momentos mais difíceis. “Nos momentos de aflição que já vivemos juntos, nos momentos de angústia que partilhámos, sabem que não vacilei na defesa dos interesses dos faialenses, na obra de reconstrução habitacional, mesmo quando o Governo da República – em que estava a Dra. Ferreira Leite, é certo, mas em que também estava o Dr. Costa Neves – cortou o financiamento à reconstrução habitacional no Faial e no Pico”, acrescentou. A obra feita pelo Governo, no Faial, ao longo dos últimos doze anos, é motivo de orgulho dos socialistas – como referiu o presidente do PS/Açores –, mas nem por isso vai, no futuro, abrandar o ritmo de desenvolvimento proporcionado quer pelos investimentos governamentais, quer pelas medidas a adoptar. A propósito de iniciativas do Governo do PS, Carlos César frisou que foi o executivo por si presidido que avançou com várias das que agora são apresentadas por partidos da oposição como sendo suas. Exemplificou com os centros de noite previstos para todas as freguesias da Região e disse que “aí, o dr. Costa Neves copiou muito mal e disse Lar de Idosos. Não ouviu bem o que eu disse e, de facto, cento e cinquenta e tal lares de idosos não pode ser”. Ainda acerca de medidas tomadas ou preconizadas, para breve, pelo Governo Regional, recordou que as taxas do IRS serão mais baixas a partir de Janeiro próximo e frisou que “graças à política fiscal do Governo Regional, graças aos cuidados de saúde gratuitos – não praticando as taxas moderadoras que se praticam por tudo e por nada no continente – graças a um conjunto de despenalizações ao rendimento que nós temos em vigor na nossa região, ficam nas mãos dos açorianos, por ano, mais de 230 milhões de euros”. Como sublinhou Carlos César,”isso quer dizer, numa região com a nossa dimensão, um enorme esforço do Governo Regional do PS a favor das famílias açorianas e a favor das empresas dos Açores”. Por isso, e por todo um conjunto de obras, medidas e acções desenvolvidas ou a desenvolver pelo Governo do PS, Carlos César disse haver boas razões para votar no Partido Socialista, desde logo porque “a inovação mora no PS, a renovação mora no PS, as novas ideias estão aqui. Nós somos mais vezes alternativas a nós mesmos do que a oposição tem sido”. O candidato pelo Faial, Fernando Menezes, foi quem tomou as rédeas deste comício, começando por felicitar todos os membros da sua lista e por reforçar que o mote desta campanha para o Faial é “a convicção da obra feita nos Açores nos últimos 12 anos e no Faial, principalmente nos últimos 4 anos, sobretudo após a conclusão das intervenções adjacentes à reconstrução” “Temos um manifesto com um conjunto de intenções de investimento e vamos trabalhar para ganhar as eleições e temos uma lista equilibrada, diversificada do ponto de vista profissional e composta por 50% homens, 50% mulheres, com uma média de idades de 43 anos” – sublinha Menezes.

Por fim, o cabeça de lista dos socialistas faialenses sublinhou que “vamos trabalhar para ganhar as eleições porque, apesar de convictos da obra feita, só nas urnas tudo será decidido e, neste momento, o nosso grande inimigo é a abstenção. Por tudo isso, cabe-nos a nós, convencer os faialenses a votar”. Menezes pouco falou sobre o manifesto eleitoral para 19 de Outubro, mas referiu-se a ele como “um documento muito completo e sem propostas avulsas. É um manifesto coerente que engloba todas as áreas, desde a educação, passando pela habitação, ciência, obras públicas, desporto, saúde, etc”. O candidato rosa destacou como objectivos: a obra na Escola Básica e Integrada da Horta; o Departamento de Oceanografia e Pescas da Universidade dos Açores; o Estádio Mário Lino; o Bloco C do Hospital da Horta; a Variante à cidade da Horta; o Clube Naval da Horta; o Porto da Horta; a instalação de um Museu do Porto; a ampliação da Pista do Aeroporto da Horta e uma intervenção no Matadouro. “Todos estes objectivos específicos têm como objectivo geral valorizar o Faial para que se viva melhor cá. É, sem sombra para dúvida, uma ambição pelo progresso do Faial”.

0 comentários: