sexta-feira, 10 de julho de 2009


Luís Paulo Garcia à frente da Cáritas do Faial

A Cáritas da Ilha do Faial tem novo elenco directivo desde o final do mês de Junho.

Luís Paulo Garcia, ligado à instituição há mais de oito anos, encabeça agora uma equipa que durante três anos vai tentar pôr em prática vários projectos.

“A Cáritas está totalmente renovada. Começamos em Fevereiro passado por alterar o espaço de trabalho com obras de manutenção para que pudéssemos ter um espaço digno para receber as pessoas que nos procuram” – explica o novo presidente.

A Cáritas recebe constantemente roupas, alimentos e outros objectos para doar a famílias carenciadas. De acordo com Luís Garcia, “neste momento o nosso espaço pode ser visitado por todos. Não é, contrariamente ao que se pensa, um armazém de roupa, é uma instituição equiparada a Instituição Particular de Solidariedade Social e que tem em marcha um projecto solidário.”

Esta instituição já reuniu com o responsável da Diocese e foi lhe atribuída uma estufa, uma parcela de terreno e um espaço fechado que vão ser usadas para a implementação de uma estufa.

Essa estufa será protagonizada pelos utentes do Rendimento Mínimo de Inserção e cujos produtos serão distribuídos pelas pessoas carenciadas e/ou poderão ser utilizados para confeccionar refeições e quem sabe, criar uma “Cozinha Económica”.

As ilhas da Terceira e São Miguel já têm as “Cozinhas Económicas” e, de acordo com Garcia, “se aparecerem na nossa ilha pessoas com carências a esse nível poderemos avançar para um projecto dessa índole”.

Em cada uma das freguesias do Faial existem 3 pessoas que coordenam o núcleo, para que possa haver uma atenção mais específica em cada uma delas.

“Não nos podemos esquecer da responsabilidade e do papel que o Estado, através do Instituto de Acção Social têm na sinalização dos casos” – sublinha, prosseguindo dizendo ainda que “há uns anos atrás muitas pessoas tinham, e ainda têm, vergonha de expor a sua situação, penso que hoje em dia não há necessidade nenhuma de o fazer, porque temos técnicos competentes a trabalhar e porque estamos nisto porque queremos e para ajudar quem precisa porque um dia podemos ser nós a precisar.”

1 comentários:

Paulo disse...

é positivo ver as forças vivas da nossa terra cheias de pujança, com vontade de fazer e tal....mas porque será que só agora, se lembraram da Cáritas, aos anos que a Dona C. anda a dizer que quer ir embora, passar o testemunho....., será que dá jeito "comprar" uns votos já que pelos vistos os faialenses estão a começar a ficar fartos de tanta incompetencia e esquecimento por parte dos nossos politicos.......nada tenho contra o Sr. LPG, espero que faça um bom trabalho, mas fico com a pulga atrás da orelha, fico.....